Um, dois, três…

Por Dejovu em

A bicha vai ao banco e quando chega no caixa, quase desmaia. Era um garoto louro, alto, forte, lindo de morrer…
– Eu queria fazer uma retirada – fala a bicha, tropeçando nas palavras.
– Pois não! – responde o caixa, solícito, sem levantar os olhos. – Quanto?
– Vinte e cinco reais!
Na hora que o caixa lhe entrega o dinheiro, ela pergunta:
– Posso conferir?
– Claro!
– Um, dois, três, quatro… dez, onze, doze… vinte e um, vinte e dois, vinte e três, um criado ao seu dispor, vinte e cinco…

Autor: Autor Desconhecido

Categorias: LGBT

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.