Três homens estavam a construir uma ponte. Dois brancos e um preto….

Por Dejovu em

Três homens estavam a construir uma ponte.
Dois brancos e um preto. À tarde, lá pelas 16:00h, soava a sirene e lá iam o lanchar. Os três pegaram nas suas lancheiras e abrem-as para comer o merecido lanche.
Vai o primeiro branco abre e diz:
– Porra, sandes de queijo, sempre a mesma coisa. Estou farto de sandes de queijo. Se amanhã não for outra coisa atiro-me abaixo da ponte … ainda por cima não sei nadar.
Vai o segundo branco e diz:
– Porra sandes de fiambre. Sempre a mesma coisa todos os dias. Se amanhã não for outra coisa, atiro-me contigo, também não sei nadar.
Vai o preto abre a lancheira e diz:
– Porras, pá, sempri as mesma coisas né. Sandes dê manteiga. Sempre os sandes dê manteiga. Se amanhã for outra vez, os sandes dos manteiga, atiro-me com vocês abaixo das ponte … aqui os preto também num sabe nadari.
No dia seguinte à mesma hora, os 3 abriram as lancheiras e atiraram-se todos abaixo da ponte.
Durante o funeral, as viúvas desesperadas choravam e praguejavam.
Diz a viúva do primeiro branco:
– Se eu soubesse… ele podia ter dito que não queria mais sandes de queijo e fazia-lhe as sandes do que ele quisesse..ai..ai!
Diz a viúva so segundo branco:
– Se eu soubesse… pensei que ele gostava de sandes de fiambre… coitado..podias ter-me avisado, fazia as sandes que tu quisesses…ai…ai!
Diz a viúva do preto:
– Ai, num procebo… porque é que ele fez isto..ai..ai… eu nuns procebo… era ele que fazia os sande!!!

Autor: Autor Desconhecido

Categorias: Culinária

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.