Dois amigos e quatro mulheres

Por Dejovu em

“Que maravilha é ter duas mulheres!”, falou entusiasmado um homem ao seu amigo, enquanto fumavam narguilé num bar. Com as mais floreadas palavras, ele louvava a variedade e a magnificência de poder testemunhar o fato de que duas flores podem ter perfumes tão diferentes. Os olhos do amigo ficavam cada vez mais arregalados. “Meu amigo deve viver tão bem como no paraíso”, pensou ele com seus botões. “Por que não deveria eu também saborear a doçura de ter duas mulheres como meu amigo aqui provavelmente faz?” Logo após esse encontro, ele tomou para si uma segunda esposa. Ao tentar compartilhar o leito nupcial com ela na noite do casamento, ela o rejeitou zangadamente. “Deixe-me dormir” disse ela, “vai procurar tua primeira esposa. Eu não quero uma quinta roda na carreta. Escolhe: ou eu, ou a tua outra esposa.” Em busca de consolo, ele foi ter com sua outra esposa. Mas, quando tentou deitar na cama junto a ela, veio a reclamação: “Não comigo! Se casaste com uma segunda mulher e eu não te sou suficiente, então volta para os braços dela!”. Nada mais lhe restava fazer senão sair de sua própria casa e buscar um lugar para dormir na mesquita mais próxima. Quando tentava adormecer em posição de oração, escutou alguém que pigarreava atrás dele. Espantado, voltou-se para trás, pois a pessoa que havia chegado não era outra senão seu bom amigo que havia exaltado a maravilha de ter duas esposas. “Por que vieste aqui?”, perguntou ele assombrado.

“Minhas esposas não me deixam chegar perto delas. Assim tem sido por várias semanas.”

“Mas então por que me disseste que era maravilhoso viver com duas esposas?”

Envergonhado, o amigo respondeu: “Eu me sentia tão solitário nessa mesquita, que desejava ter um amigo comigo.”

Do livro: O Mercador e o Papagaio

Autor: Nossrat Peseschkian

Categorias: Metáforas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.