Trair, ação em movimento

Por Dejovu em

Gerúndio é todo verbo que possui a terminação “ndo”. São usados em ações que estão em andamento mas não foram concluídas.
Trair é infinitivo, trai ndo é gerúndio, e nesse caso, não estamos lidando apenas com uma análise gramatical.
Trai ndo … O que de fato é isso?
Cair na tentação, envolver-se e continuar nela. É exatamente isso que acontece.
Você encontrou a pessoa certa, no ambiente perfeito, porém na situação imprópria, em razão de já existir uma relação de amor e fidelidade entre você e sua namorada.
As razões que levam isso a acontecer são várias, mas giram em torno do mesmo motivo: carência.
Uma viagem mais longa do que deveria, o namoro que já não possui o entusiasmo e o brilho no olho que havia no começo, um ex que ressurge quando tudo já está no caminho certo…Enfim, existe uma série de situações que origina um traindo , mas todas elas envolvem essa carência que nos pega com as mãos atadas.
Traindo é envolver um terceiro numa história que não é dele, e que também não deveria ser a sua, mas por estarmos numa situação de desespero, acabamos não tomando decisão alguma, e enquanto criamos a tal da coragem, a traição segue a diante.
O motivo que surge já sabemos, mas porque levamos a diante?
Simples: egoísmo e medo.
É um egoísmo e um medo de perder a segurança e confiança que levamos um bom tempo para construir.
Um namoro que já tenha seus anos de vida está longe de ser uma aquisição fácil, e é por talvez valorizarmos isso da maneira errada que levamos um traindo em frente.
Valorizamos errado um relacionamento quando pensamos em omitir a traição por consideração e medo de ver quem um dia amamos tão loucamente sofrer de uma maneira que não mereça.
Valorizamos errado a pessoa com a qual traímos em condicioná-la a uma situação longe de ser confortável.
Nos valorizamos errado ao permitir uma situação onde o começo já é um Fim.
É um sem o namorado fiel, o outro se sujeitando perante uma indecisão, e o outro que já se perdeu no meio do caminho. Não sabe se vai, se fica, e assim ficam todos na negativa.
Valorizar alguém, digo, de fato, é deixá-lo livre, uma vez que amar sozinho ninguém consegue. É manter o carinho criado no inicio do relacionamento, é permitir que ambos mantenham algo de bom de uma relação que teve êxito, mas que infelizmente não foi para sempre.
O trair no gerúndio acaba acoplando mais três verbos: MENTIR, ENGANAR e PERDER, todos estes onde o mais prejudicado será quem um dia tanto amamos, mas que arcará com um verbo que conjugará sozinho: sofrendo.

Autor: Luis Dutra

Categorias: Crónicas e Textos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.