Garoto de programa – Anúncio

Por Dejovu em

LEIA ATÉ O FINAL. O prazer oferecido supera o de uma simples transa.

Falo três idiomas diferentes e isso não afeta minha capacidade em entender gestos, estes que correspondem a maior parte de nossa comunicação. Sou alto no comprimento e nas metas que busco. Tenho 84kg mas minha alma é bem leve, o que contradiz com meu corpo grande, reflexo de musculação e treinos de muay thay.

Tenho 23 anos mas vc nunca adivinhará minha idade, pois ajo como criança ao encarar uma vida que insiste em nos tirar do faz-de-conta mas trato com seriedade aquilo que se exige. Brincar com alguém é a única pirralhice que não me permito, do resto, vale tudo por um sorriso.
Tenho braços fortes, cabeça feita e pés no chão, mas não permito que o raciocínio e a lógica tomem conta do meu lado infantil, este que se manifesta nas mais diversas situações.
Sou formado em administração, mas não costumo levar meu cotidiano pra dentro do quarto. Meus conhecimentos em matemática , psicologia e direito ficam atrás da porta, junto com meus pudores e algumas de minhas idéias antiquadas.

Minha postura quanto ao sexo é subjetiva, porém, criativa, assim como meu eterno costume de marcar aquelas que passaram pela minha cama. Prometo ser íntegro, mas não posso prometer ser sempre o mesmo.
Não atendo clientes que sofram de carência crônica, baixa auto-estima e principalmente os arrogantes. Sou tolerante a muitos defeitos, assim como espero tolerância dos meus, mas estes em especial impossibilitam meu tesão em alguém.

Não costumo cobrar por hora mas sim por noite, por dia, por finais de semana, e pelo tempo que costumo gastar pensando nas formas de surpreender. Não existe valor média para cobrança de meus serviços, não uso unidade monetária pra definir meu valor.
As formas de pagamento são acertadas conforme o desejo do cliente, mas particularmente não busco pagamento a vista. Procuro deixar o cliente em débito, afim de sempre surgir uma nova possibilidade de encontro, mesmo que seja apenas para pagamentos de encontros anteriores.

Deixo meu telefone para contato e não respondo a e-mails. O mínimo de humanismo que exijo é a voz, uma vez que a escrita é planejada, dotada de pensamento e capacidade de esconder os defeitos, os gaguejos e os vacilos que nos tornam humanos.
Guilherme – (51) XXXX XXXX

Autor: Luis Dutra

Categorias: Crónicas e Textos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.