Celular premiado

Por Dejovu em

A noite se aproximava velando o céu com matizes cinza e, lá longe, no encontro do horizonte e a montanha, os clarões anunciavam tempestade. Seria mais uma noite de chuva forte.
Desviei o olhar do céu e caminhei pelo corredor em direção ao salão; ao passar pelo chalé, avistei dona Denise ajeitando a imagem da televisão. Era hora da novela mexicana “Maria do bairro”, no SBT. Um dos seus programas predileto.
Subi os degraus e entrei no escritório para pegar alguma coisa e não lembrava mais o quê. Normalmente quando isso acontece me desligo e fixo o olhar em algum ponto, até lembrar de novo. Foi ali parado que repararei a luzinha azul do celular piscando, com mensagem.
Peguei-o e abri a caixa de entrada. O texto dizia o seguinte: “o SBT. Sistema Brasileiro de Televisão e o programa domingo legal, com o apresentador Gugu, sorteou milhões de celulares e você foi um dos nossos ganhadores, um Ford fiesta, 0km, entre em contato no p.a.b.x. (021) 859 656 0292.
Durante alguns minutos examinei o texto até encontrar falha e fundamentar minha dúvida. Mas nada… Foi quando surgiu uma vozinha interior:
– E se for verdade?
– É… Mesmo assim, ainda estou em dúvida! Respondi mentalmente.
– Se ainda tem dúvida, porque não consulta a dona Denise… Ela é especialista nos programas cafonas do SBT… Replicou a vozinha.
Quando voltei ao corredor à chuva caia torrencialmente. Bati na porta do chalé e chamei dona Denise:
– Que qui é seu Paulo? Pra mim já acabou o expediente! Ela gritou lá de dentro, com voz de trombone.
– Eu sei dona Denise, mas isso é importante!
Ela abriu a porta passando a chapinha quente no cabelo e me olhou bem séria.
– Isso são horas, seu Paulo?
– Calma dona Denise… Quero apenas que me diga se isso aqui é verdade!
Quando terminei de ler a mensagem ela se transformou: deu um grito de guerra e saiu pulando:
– Iuuuuuuuuu! É verdade seu Paulooooo… O Gugu sempre inventa esses sorteios! Da outra vez sorteou o número da nota de cinco reais e quem tivesse ganhava cem paus!
Bem, sendo assim… Disse eu – Vamos ligar pra lá!
Voltei ao escritório, sentei na escrivaninha e dona Denise sentou perto. Abri novamente a mensagem e disquei o número indicado no texto:
– SBT bom dia! Disse um rapaz com sotaque paulista.
– Meu amigo… Recebi uma mensagem no celular de um sorteio no programa do Gugu. Pode me informar se é verdade?
– Qual o número do seu celular? Perguntou o atendente, digitando o teclado.
Dona Denise, ao meu lado, não parava de gritar, com hurros festivos.
Após informar o número, esperei alguns minutos e ao voltar ele comentou cheio de alegria:
– Parabéns senhor! Está confirmado seu celular como ganhador no computador. A partir desse momento, toda a ligação será paga pelo SBT – informou – E outra coisa: não vamos pedir CPF, nem carteira de identidade, o senhor sabe que tem muito espertinho lesando as pessoas, né? E tem mais: aqui ao meu lado está dona Rosana da Receita Federal, do outro lado, o senhor Alexandre do Procon e, por favor, anote o número desta ligação que está sendo gravada.
Com todas essas informações não havia mais dúvidas: eu era um felizardo e já me via desfilando de carro zero.
Dona Denise já pensava tirar carteira de motorista e ir junto receber o premio.
Depois de quase quarenta minutos de anotações, o Xavier, nome do paulista, finalizou:
– Senhor! Já está tudo registrado em nosso computador, por favor, anote aí as informações que vou lhe passar: tá com papel e caneta na mão?
– Sim, pode dizer:
O nome do motorista que irá pegá-lo é Martinho. Outra coisa: vou passar agora a ligação para o nosso diretor de sorteios, o nome dele é doutor Felipe, ok?
Esperei alguns minutos até ouvir uma voz esgarçada de um homem, parecendo idoso.
– “Congratuleichon” seu Paulo. O senhor é mais um ganhador do programa “Domingo Legal” do apresentador Gugu, o senhor assiste?
Dona Denise, com ouvido colado ao fone, logo gritou:
– Eu assisto todos os domingos!
– Parabéns! Disse o homem e continuou – Bem meu amigo, o senhor não gastará nada, o SBT pagará todas as despesas: hospedagem, transporte e direito a dois acompanhantes.
– Vou eu e Juliana… – Disse dona Denise, baixinho, cutucando minha costela.
– Agora… Continuou o diretor – A única coisa que o SBT não pagará integralmente é o IPVA, cujo valor é de mil e cem reais!
– Sim… Respondi – e o que eu faço?
– O SBT pagará a metade e a outra parte será doada, pelo senhor, à instituição “Fome Zero”… O senhor concorda?
Ao ouvir isso a ficha caiu. Olhei dona Denise e ela torceu o nariz. Mesmo assim, continuei:
Tudo bem!
Então anote aí o número da conta: 1469.013.0031669-0, da Caixa Econômica Federal. Quando terminou, acrescentou: – E para finalizar, o senhor pode me dar o endereço de sua residência?
Olhei para o lado e não vi mais dona Denise. Saiu quietinha, com medo de levar bronca.
Com cara de palhaço, voltei a falar com o vigarista:
Anota aí: Avenida Estelionatário Dr. Felipe, no 171, Galeria “B” Cela 3 – Água Santa, Rio de Janeiro.
Ele ainda esboçou alguma coisa, tipo: “o senhor está de brinc”… Mas desliguei e fui esfriar a cabeça na chuva.

Autor: Walter Monteiro

Categorias: Crónicas e Textos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.