Do que me dissestes

Por Dejovu em

Do que me dissestes, alma fria,
Já nada vos acode mais?…
Éramos sós… Fora chovia…
Quanta ternura em mim havia
(Em vós também… Porque o negais?)

Hoje contudo nem me olhais…
Pobre de mim! Porque seria?
Acaso arrependida estais
Do que dissestes?

É bem possível que o estejais…
O amor é coisa fugidia…
Eu, no entretanto, que em tal dia
Gozei momentos sem iguais,
Eu não me esquecerei jamais
Do que me dissestes.

Autor: Manoel Bandeira

Categorias: Autores Famosos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.