Que bom que deve ser, longe desta banalidade trágica, pensar nas…

Por Dejovu em

Que bom que deve ser, longe desta banalidade trágica, pensar nas terras de Portugal! Eu creio que Portugal só pode gramar-se assim: longe dele, nas saudades.

Autor: Florbela Espanca

Categorias: Reflexivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.