Onde estás ó meu amor,/Que te não vejo aparecer?/ Para que quero eu…

Por Dejovu em

Onde estás ó meu amor,/Que te não vejo aparecer?/ Para que quero eu os olhos/
Se não servem para te ver?//
Que me importa a luz suave/ Dos olhos que o mundo tem?/ Não posso ver os teus olhos/ Não quero ver os de ninguém.

Autor: Espanca

Categorias: Reflexivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.