O mundo horrível que tenho dentro da minha cabeça. Mas como…

Por Dejovu em

O mundo horrível que tenho dentro da minha cabeça. Mas como libertar-me e libertá-lo sem me despedaçar. E mil vezes ser despedaçado do que retê-lo em mim ou enterrá-lo. É para isso, de facto, que eu estou aqui, isso é claro para mim.

Autor: Franz Kafka

Categorias: Reflexivas

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.