Deverias saber que há pouco que possas procurar neste mundo, que não…

Por Dejovu em

Deverias saber que há pouco que possas procurar neste mundo, que não há necessidade de sermos tão gananciosos, no final tudo aquilo que conseguimos alcançar são memórias, obscuras, intangíveis, memórias oníricas que são impossíveis de articular. Quando tentas relacioná-las, existem apenas frases, a escória esquerda do filtro das estruturas linguísticas.

Autor: Xingjian

Categorias: Reflexivas

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.