Como a gente se perde! A linguagem que o meu sangue entende ? é esta….

Por Dejovu em

Como a gente se perde! A linguagem que o meu sangue entende ? é esta. A comida que o meu estômago deseja ? é esta. O chão que os meus pés sabem pisar ? é este. E, contudo, eu não sou já daqui. Pareço uma destas árvores que se transplantam, que têm má saúde no país novo, mas que morrem se voltam à terra natal.

Autor: Torga

Categorias: Reflexivas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.