Autores Famosos

Vendaval

Autor: Fernando Pessoa

Ó vento do norte, tão fundo e tão frio, Não achas, soprando por tanta solidão, Deserto, penhasco, coval mais vazio Que o meu coração! Indômita praia, que a raiva do oceano Faz louco lugar, caverna sem fim, Não são tão deixados do alegre e do humano Como a alma que Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Poema em linha reta

Autor: Fernando Pessoa

Nunca conheci quem tivesse levado porrada. Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo. E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil, Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita, Indesculpavelmente sujo, Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho, Eu, que tantas vezes tenho sido Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Mar português

Autor: Fernando Pessoa

Ó mar salgado, quanto do teu sal São lágrimas de Portugal! Por te cruzarmos,quantas mães choraram, Quantos filhos em vão rezaram! Quantas noivas ficaram por casar Para que fosses nosso, ó mar! Valeu a pena? Tudo vale a pena Se a alma não é pequena. Quem quer passar além do Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Cartas de Amor

Autor: Fernando Pessoa

Todas as cartas de amor são ridículas. Não seriam cartas de amor se não fossem ridículas. Também escrevi em meu tempo cartas de amor, Como as outras, ridículas. As cartas de amor, se há amor, Têm de ser ridículas. Mas, afinal, Só as criaturas que nunca escreveram Cartas de amor Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Ausência

Autor: Carlos Drummond de Andrade

Por muito tempo achei que a ausência é falta. E lastimava, ignorante, a falta. Hoje não a lastimo. Não há falta na ausência. A ausência é um estar em mim. E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços, que rio e danço e invento exclamações alegres, porque a ausência Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

A um ausente

Autor: Carlos Drummond de Andrade

Tenho razão de sentir saudade, tenho razão de te acusar. Houve um pacto implícito que rompeste e sem te despedires foste embora. Detonaste o pacto. Detonaste a vida geral, a comum aquiescência de viver e explorar os rumos de obscuridade sem prazo sem consulta sem provocação até o limite das Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Assanhamento

Autor: Carlos Drummond de Andrade

Que venha o censo de 70 e com ele venha a recenseadora mais bacana, aquela que ao dizer, com voz de acúcar (a doce voz é a melhor senha): “Preencha direitinho este questionário, por favor”, tenha sempre dos homens a resposta: “Por você, minha flor, preencho tudo, sou capaz até Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Ter ou não ter namorado

Autor: Carlos Drummond de Andrade

Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo. Namorado é a mais difícil das conquistas. Difícil porque namorado de verdade é muito raro. Necessita de adivinhação, de pele, saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabira, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil. Ler mais…

Por Dejovu, Há
Autores Famosos

Versos Íntimos

Autor: Augusto dos Anjos

Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão – esta pantera – Foi tua companheira inseparável! Acostuma-te à lama que te espera! O Homem, que, nesta terra miserável, Mora, entre feras, sente inevitável Necessidade de também ser fera. Toma um fósforo. Acende teu cigarro! O Ler mais…

Por Dejovu, Há