47274 Dejo...Vus


   Orkut

   RSS Geral

  Estamos no Hi5

 



Lojas Online SEO Web Marketing CMS




Soneto aos 10 Anos (uma homenagem a Luciana Esteves)

 

Há 10 anos conheci uma pessoa que iria mudar a minha vida em todos os sentidos, e é sobre isso que vou lhes falar agora...
Certa vez, estava em um conhecido arraial de São Luis com um amigo, e ao passarmos por uma pessoa ele resolveu apresentar-me... dali em diante muita coisa ia mudar em minha vida!!!
Era Luciana, uma menina linda, meiga, humilde, e que era admirada por todos... logo vi, a conheci a alguns segundos e também já admirava... começamos ali uma duradoura amizade. Os dias foram passando e a imagem daquela menina não saia da minha cabeça. Como tínhamos uma empresa de Telemensagens, vi ali uma estratégia de conquista. Procurava as mais belas mensagens e oferecia a Luciana, com o passar dos dias já trocávamos sorrisos ao nos encontrarmos pela rua. Foi quando, ao encontrá-la próximo a minha casa, e por um impulso que não pude controlar perguntei... “Posso levá-la em casa?”... Meu Deus, segundos de silêncio... logo pensei “vou levar um fora na frente dos meus amigos”... para minha surpresa ela falou... “pode sim”... Ufa!!!
Durante o caminho aproveitei para conversar e a convidei para uma festa, ela topou e combinamos que exatamente dali a uma semana nos encontraríamos... os dias passaram lentamente, até que chegado o momento... “cadê a Luciana?” nada, parecia que não iria... entristeci mas tudo bem, ela deve ter tido algum problema!!! Iniciada a festa, amigos reunidos, Pagode do Grupo Compasso no “Internacional”, tudo tranqüilo até que como um furacão ela passou na minha frente e sussurrou no meu ouvido... “essa musica é para você...” foi quando prestei atenção a introdução da música e ouvi... “essa noite eu sonhei com você, e queria bem mais que sonhar, acredito que já percebeu, que a amizade entre você e eu ta pintando uma diferença, eu não sei o que aconteceu, mas a minha intenção mudou, se te via como um amigo, ou o dono do meu amor, eu to confusa no que vou fazer, te querendo amor, te querendo amar, mas cheia de vontade de me declarar, te querendo amor, te querendo amar, será que a amizade vai prevalecer? Ou nosso sentimento vai se libertar???” Exaltasamba “amor e amizade”.
Pronto, meus olhos encheram de lágrimas e dali em diante não deixei mais ela escapar de mim. Bem que penei um pouquinho é verdade, nesse mesmo dia no fim da festa a encontrei e pedi para deixá-la em casa. Quando chegamos conversamos por um bom tempo até que diante do clima a pedi um beijo... ela simplesmente respondeu... hoje não, somente daqui a uma semana na mesma festa!!! Ah meu Deus, era o sentido dominador falando mais alto... tive que aceitar e passar uma semana dormindo mais cedo para o tempo passar rápido...
Começamos a namorar no dia 25 de abril de 1998 (escondido é verdade) pois seu Pai era muito bravo na época e achávamos que ele não iria aceitar devido a pouca idade dela. Diante da necessidade tornei-me um barman experiente, pois para estar próximo dela ajudava a tomar conta do comércio de sua família, ficava ali como consumidor, como quem não quer nada, minha barriga estava para estourar de tanto tomar refrigerante sem querer só para não levantar suspeita.
O tempo foi passando e aquela situação já era conhecida por todos, menos pelo meu sogro. Até que um dia quase morri de susto, em um arraial do nosso bairro, uma amiga em comum ao me avistar, chamou-me a mesa da família de Luciana e falou... Marcelo, aproveita e conta para todos que vocês estão namorando!!! Meu Deus, a perna tremia, o suor escorria, e todos na mesa começaram a falar “conta, conta, conta”... nesse dia peguei a primeira catracada do meu sogro, mas era por uma boa causa... Pronto, estávamos definitivamente namorando...
O que vem a seguir é uma longa história de conquistas, vitórias, derrotas, alegrias e um misto de sentimentos que irei resumir para vocês. Por mim contaria tudo detalhado, mas sei que você não iria ter a oportunidade de conhecer nossa “História de amor”.
Crescemos juntos, aprendemos muito, tivemos muitas conquistas; o primeiro apartamento, o primeiro carro, o sonho da faculdade, nossos móveis, nossos sonhos, planos de como seria o nosso casamento (Luciana sempre quis na praia, todos de chinelo, bermuda e camisa branca) o primeiro emprego dela (posso ressaltar que foi um dos momentos que mais tive orgulho da Luciana, que ganhando apenas R$ 50,00 na época ela conseguiu realizar o sonho de ter um celular bem como quando ela ainda estudava em uma escola pública e me pedia para fazer uns cartões de visita personalizados com desenhos animados para ela vender na escola junto com papel de carta) os anos foram passando, nós amadurecemos, ela tornou-se independente, especializou-se em telefonia celular bem como eu, e foi quando passamos nosso primeiro momento de provação; ela foi contratada por uma empresa para ser consultora de vendas, mas para isso teria que ir a Belém – PA passar por um treinamento de uma semana... Nossa, uma semana distante, não iria agüentar... Mas a semana passou e na sexta feira seguinte, quando ficou certo que ela voltaria veio a notícia que o treinamento se estenderia por tempo indeterminado... Pronto, meu mundo ruiu... Matávamos a saudade por telefone nos momentos de intervalo que ela tinha, pois além de passar o dia em treinamento ela ainda trabalhava. Essa época foi difícil, lembro que em determinado dia uns amigos nossos sabendo da minha tristeza por estar distante da Luciana, Passaram em minha casa e me convidaram a uma festa, parecia que estava adivinhando, não queria ir, até que fui convencido, nesse dia Deus tocou meu coração e me fez agir diferente. Logo que entrei no carro, ao invés de ir na frente como sempre fazia, pedi para ir atrás porque estava cansado (tinha acabado de chegar do serviço) e troquei de lugar com um amigo. Nesse dia, por obra do destino sofremos um acidente de carro, e as duas pessoas que estavam na frente se machucaram bastante. Por obra de Deus nada sofri, e La em Belém, ao saber deste acidente Luciana me ligou desesperada com aquela voz chorosa... “Como é que tu ta? E que aconteceu contigo?” foi muito emocionante o nosso reencontro após esse acidente, parecia que era a nossa segunda chance. Nesse dia, o reencontro ocorreu de uma forma magnífica, Luciana veio de Belém – PA passar o fim de semana comigo e fomos ao Show do Revelação, por isso muitas músicas desse grupo, além do Exaltasamba embalam a nossa vida.
Bem, o tempo passou, ela voltou, nossas pastas de cartinhas de amor foram aumentando e em uma delas havia escrito assim “Eu nunca vou te abandonar, custe o que custar, nunca te farei sofrer”, ressaltei essa frase porque ela vai ter um sentido mais a frente. Tivemos uma vida muito feliz, fazíamos sempre o que queríamos, estávamos rodeados de amigos, tínhamos o que precisávamos, nos amávamos enlouquecidamente, com respeito, carinho, atenção e cumplicidade, muita cumplicidade. Nós fomos um para o outro o que ninguém mais vai conseguir ser. Fomos uma pessoa só, tão unidos pelo amor, tão felizes, porém tão frágeis e suscetíveis a erros. Algumas fatalidades ocorreram em nossa vida familiar com a perda de pessoas queridas, mas ali estávamos, sempre um ao lado do outro, segurando na mão para suportar a dor da perda. Quantos problemas tivemos que resolver, mas estávamos ali, tínhamos a certeza que iria passar. Quantas dificuldades, quantos momentos de tristeza, mas bastava um sorriso, uma palavra, que tudo voltava a ser como antes. Mas o tempo muda as pessoa e seus sentimentos, nossas ações já são vistas com outras opiniões, o que fazemos querendo acertar nem sempre é o mais correto, pecamos por medo, medo de errar, de falhar, de sofrer, e diante desse medo nossos sentimentos se confundem com a realidade. Quantas vezes queremos acertar para tornar a vida de alguém mais tranqüila e erramos, quantas vezes pensamos estar fazendo o correto e não estamos, quantas vezes pensamos em planejar para não errar e deveríamos fazer o contrário... parece sem lógica, mas as vezes é o que funciona na vida real. Erramos com a intenção de acertar, a vida é assim.
A pouco tempo atrás, a minha vida teve uma revolução, a Luciana achou melhor que nós colocássemos um ponto final nessa história que relatei aqui, não brigamos, não tínhamos problemas maiores, por isso fiquei surpreso, mas como em todo esse tempo respeitei sua decisão, diante disso o que me restou foi mesmo a distância lutar por nossa reconciliação, lutei, relutei, argumentei, enfim, fiz de tudo e mais um pouco para ela mudar de idéia. Estamos separados a 3 meses e ela faz uma falta muito grande em minha vida. Gostaria muito que ela voltasse para nossa casa (que foi toda construída como ela queria, as cores, o piso, os móveis), para nossa vida (sei que vou ter que me corrigir bastante, mas já mostrei que sou capaz de fazer isso) e pudéssemos continuar nossa história de amor, tudo me faz lembrar a Luciana, a nossa casa, as nossas coisas, os lugares que íamos, as nossas musicas, enfim... ainda temos sonhos que ficaram por se realizar... fui breve em relatar esta parte pois não gosto de falar sobre isso.
Então gente, lembra daquela frase lá atrás? “Eu nunca vou te abandonar, custe o que custar, nunca te farei sofrer”... pois é, ela ainda tem tempo de recomeçar e cumprir a sua palavra!!!
Fica aqui o meu relato de uma grande história de amor que vou torcer muito para ter sequência, vou continuar rezando e pedindo luz a todos nós. Amo muito a Luciana e gostaria que ela soubesse disso, o tempo pode curar uma ferida, mas jamais nos faz esquecer um grande amor. Só depende de você!!!
Luciana, neste dia, que comemoramos 10 anos que nos conhecemos “Bodas de Estanho ou Zinco” queria te deixar esta mensagem de amor e carinho que sempre tive por você. Amo muito você, do fundo do meu coração, hoje queria estar ao seu lado, caso não lembre seria hoje que iríamos marcar a data do nosso casamento, mas infelizmente não pudemos, mas não importa, amo muito você, te respeito, e tenho um carinho muito grande por você. Hoje sou feliz por conhecê-la e poder ter aprendido muita coisa com você, queria te agradecer por estar comigo nas horas que chorei e nas horas que sorri, nas horas que me lamentei e nas horas em que de uma forma ou de outra demonstrei total alegria, agradecer pelo seu sorriso diário sem mágoas e sem rancores, agradecer de peito aberto e de alma explosiva, hoje quero parar e agradecer porque você fez, faz e fará sempre parte de minha história... Te amo!!!

O sempre teu... Marcelo
Finalizando, gostaria de pedir aos casais que cultivem suas relações, alimentem o amor dia a dia, se amem, se respeitem e conversem, conversem bastante!!!

2008/04/23 enviada por Marcelo...

Autoria de Marcelo...
Mensagens de Amor

Enviar Este Texto

Enviar a alguém

De:  
Nome E-mail
 
Para:  
Nome E-mail
 
Nome E-mail
 
Nome E-mail
 
Nome E-mail
Pretendo registar e-mails de conhecidos na newsletter
Será enviado um link da página deste artigo para o e-mail que indicar como destino.

 

 

Votar

Avalie este artigo

 

 



Nome
E-mail

Este voto só ficará contabilizado depois de fazer clique no link que lhe será enviado já a seguir para o e-mail indicado. Como tal garanta que o seu e-mail está válido e operacional, se não receber o nosso e-mail verifique os seus filtros de SPAM, ou a caixa de Lixo/Trash do seu cliente de e-mail.

 

Comentar Texto

Faça um comentário

Comentário

Nome
E-mail

Este comentário só ficará válido depois de fazer clique no link que lhe será enviado já a seguir para o e-mail indicado. Como tal garanta que o seu e-mail está válido e operacional, se não receber o nosso e-mail verifique os seus filtros de SPAM, ou a caixa de Lixo/Trash do seu cliente de e-mail.

 

Mais do Mesmo